viaLibri Requires Cookies CLICK HERE TO HIDE THIS NOTICE

Recently found by viaLibri....

CARTAS FAMILIARES DE D. FRANCISCO MANOEL,
- ESCRITAS A VARIAS PESSOAS sobre assumptos diversos; Recolhidas, e publicadas em cinco Centurias Por ANTONIO LUIZ DE AZEVEDO Professor de Humanidades; OFFERECIDAS AO ILLUST. E VER. SENHOR JOAÕ DE MELLO PEREIRA DE SAMPAYO, Do Conselho de sua Magestade, Fidalgo de sua casa, Beneficiado da Igreja de Santiago de Torres-Novas, e Prelado da Santa Igreja Patriarcal de Lisboa, &c. POR LUIZ DE MORAES E CASTRO; e á sua custa impressas: mais correctas; e de novo illustradas com seu Index proporcionado. LISBOA: Na Offic. dos Herd. de ANTONIO PEDROZO GALRAM: Anno M. DCC. LII. [1752]. In 4º (20x15 cm) com (22)-559 pags. Encadernação de final do século XIX inteira de pele mosqueada com finos ferroa a ouro na lombada. Exemplar apresenta forte oxidação generalizada devido à qualidade do papel; e folha de rosto com título de posse com perfuração da oxidação da tinta do mesmo (sem afectar a mancha gráfica). Inocêncio II, 437 e 442: 'D. Francisco Manuel de Mello nasceu em 1611, de família mui nobre. Fez os seus estudos no colégio de Santo Antão com os jesuítas, e aí concluiu com grande distinção o curso de humanidades, tornando-se igualmente perito na filosofia e teologia. Aos 17 anos, por morte de seu pai, determinou seguir a vida militar, e passando a Castela fez varias campanhas navais e terrestres, chegando ao posto de Mestre de Campo, e servindo como tal nas guerras de Flandres e Catalunha. Culpado na morte de um indivíduo que apareceu assassinado, teve de jazer nove anos sucessivos nas prisões da torre de Belém, e da torre Velha. Não foram bastantes as diligências, que durante este tempo empregou para justificar-se do crime que lhe assacavam, chegando até a interessar em seu favor el-rei Luís XIII de França, que escreveu ao de Portugal uma carta, datada de 6 de Novembro de 1648, em termos assaz significativos, empenhando se pela liberdade do preso. A final depois de tão longos e penosos sofrimentos, foi-lhe ainda imposta a pena e degredo temporário para o Brasil, a qual cumpriu com paciente resignação. Voltando para a Europa, fez uma digressão á Itália, e assistiu em Roma durante alguns anos, começando aí em 1664 uma edição completa de suas obras, que por motivos ignorados não prosseguiu. Recolheu-se por último a Lisboa, onde faleceu em 1666. Há segunda edição das Cartas, feita em Lisboa 1752, 4.º Nela se fez substituir a carta última por outra mui curta, e destituída de todo interesse, com a qual se completou a centúria 5ª. Esta edição é feita em mau papel, e inferior em tudo à de Roma. Todavia, no mercado corre quase pelos mesmos preços, e eu paguei há anos por um exemplar 1:200 réis'. Location/localizacao: 7-A2-B-40
      [Bookseller: Livraria Castro e Silva]
Last Found On: 2013-07-20           Check availability:      AbeBooks    

LINK TO THIS PAGE: www.vialibri.net/years/items/356107/1752-melo-d-francisco-manuel-de-cartas-familiares-de-d-francisco-manoel

Browse more rare books from the year 1752


      Home     Wants Manager     Library Search     561 Years   Links     Contact      Search Help      Terms of Service     


Copyright © 2017 viaLibri™ Limited. All rights reserved.